Efeito “Ayrton Senna” no seu Negócio

Isso mesmo, você não leu errado e nem foi troca do corretor. E é bem provável que mesmo de modo inconsciente, esteja pensando ou se perguntando: “O que um piloto tem a ver com o meu negócio ?”. Calma! Vou explicar, pois tudo tem um porquê.

Mesmo quem nunca assistiu uma corrida de F-1, sabem quem foi o piloto multicampeão Ayrton Senna. Quem teve o prazer de assistir as emocionantes corridas de F-1 no final do Século XX, sabia que, quando estava chovendo no autódromo, muito provavelmente ele ganharia a prova, independente de sua colocação na largada, porque Senna era o MELHOR PILOTO DIRIGINDO NA CHUVA.

Não que era um piloto regular no asfalto seco, muito pelo contrário, Senna foi considerado um dos melhores pilotos de todos os tempos. Mas nesse esporte (como é até hoje) para se tornar um pole position (quando inicia a corrida na primeira posição do grid de largada) ou mesmo somar os pontos necessários para se tornar campeão, é fundamental o equilíbrio entre carro e piloto. Ou seja, não basta ser o melhor piloto, seu carro tem que estar entre os 5 melhores, para ter possibilidade de disputar o título.

Em sua trajetória, sempre teve um carro mediano (para baixo), então para equilibrar, precisava usar todo seu talento e habilidade para suprir a capacidade do carro. A temporada de F-1, assim como outros esportes, dura praticamente o ano todo, com corridas em diferentes países. Para conseguir ser campeão, Ayrton Senna sabia que se dirigisse como todos, ficaria entre os primeiros, mas não o suficiente para ser o melhor, então precisava ter um diferencial. E agora já deu para entender a ligação com o empreendedorismo? Seja qual for o segmento, é necessário estar aberto a mudanças, para se adaptar há momentos “diferentes” ou “difíceis”, como essa pandemia, que está gerando uma crise financeira mundial.

Ai vêem a pergunta: Ayrton Senna era especial por ter bons resultados em chuva? Não! Segundo o próprio site do piloto: “Ao contrário do que muitos pensam, no início da carreira Ayrton Senna não era um exímio piloto em condições de chuva. Foi justamente por causa da dificuldade em sua primeira corrida de kart em solo molhado que o piloto resolveu aprimorar repetidamente a pilotagem no traçado úmido. Quando as primeiras gotas de chuva começavam a cair, Ayrton preparava o seu equipamento e partia rumo ao Kartódromo de Interlagos, que hoje tem o nome em sua homenagem: Kartódromo Ayrton Senna.” E esse hábito continuou mesmo em outras categorias, pois sabia que poderia ser um diferencial, nos treinos livres com chuva, enquanto todos aguardavam nos boxes, ele aproveitava para conhecer melhor a pista e o trajeto.

Reduzindo a velocidade e voltando ao nosso tema principal – Empreendedorismo e Comunicação – ouvi um podcast, justamente sobre negócios e crise, falando que: “em qualquer crise que tem reflexo financeiro, o dinheiro não some, ele simplesmente muda de lugar”.  Concordo com essa afirmação! O dinheiro não sumiu! Lógico que alguns setores estão sofrendo mais que outros. Com a quarentena, não podemos mais comer fora, e segundo os próprios empresários do setor, o volume de venda feita com os aplicativos de Delivery e entregas próprias não chegam a 30% do habitual. Mas as pessoas não deixaram de comer, certo? – pelo menos eu não..rs. (Não vou entrar no âmbito social e político, pois não tenho condições técnicas para falar sobre o assunto). As pessoas estão consumindo mais em casa, ou seja, todo valor antes gasto em restaurante e bares, estão sendo revertidos aos supermercados, que visivelmente aumentaram seu faturamento nesse período. Com o aumento de teleconferências, nunca vimos tantos aplicativos e formatos de comunicação remota, valorizando por exemplo, a empresa Zoom Video Communications.

E é assim que a banda toca, em qualquer situação econômica, SEMPRE alguns setores vão estar crescendo e outros em recessão, no momento é a pandemia que está orquestrando, mas quando passar, teremos outros “maestros”(aproveitando o trocadilho).

Agora fica uma colocação final: Estávamos acostumados com a pista seca e correndo dentro do nosso limite, e de repente começou a chover. E para apimentar um pouco mais: Alguns especialistas já arriscam dizer que o mundo a qual vivemos nunca mais será o mesmo (ou não tão cedo) e temos que nos adaptar ao “novo normal”, com uma alteração radical nos nossos hábitos de consumo e vida.

Nesse novo normal, o que você ou sua empresa está fazendo para “sair do trilho” (sua zona de conforto), e conseguir um melhor “tempo” para ultrapassar seus adversários nessa corrida?

Como falei em um vídeo anterior, não existe receita ou fórmula mágica, mas devido ao grande consumo e audiência no online – Segundo a pesquisa feita pela Qualibest em março: A Pandemia aumenta o consumo online dos brasileiros em 51% – Então sugiro que invistam em marketing digital direcionado, conteúdo de valor relevante, para atender essa nova demanda.

Se trabalha com serviço, “embale seu serviço” transformando-o em produto para vender, por exemplo: Uma produtora de vídeo passa a vender um curso sobre como gravar vídeos melhores apenas com o celular. Se trabalha com produto, agregue serviço a ele gerando valor percebido ao mesmo, por exemplo: Uma pizzaria, que explora a harmonização de vinho ou cerveja de acordo com seu cardápio.

Pense fora da caixa, gere conteúdos relevantes com veracidade e respeito, gerando reciprocidade, interatividade e relacionamento.

Comente aqui ou nas redes sociais como está fazendo para “pilotar nessa chuva” e ter bons resultados.

Deixe um Comentário

×