A Venda não pode parar!

Qual empresa ou profissional liberal não quer ter mais vendas?

Particularmente, não conheço ninguém! Além disso, venda resulta em mais dinheiro, prosperidade e, automaticamente, mais lucro.

Mas, como já falamos antes, nem sempre vender mais é lucrar mais, mas o post de hoje não é sobre a qualidade da venda e sim A VENDA!

A venda é muito mágica, pois é a materialização de um trabalho duro, desde o pessoal do chão de fábrica ou produção, que faz o seu melhor para ter um produto de qualidade, à administração e gestão, que fez todos cumprirem seus prazos, ao marketing, que planejou todas as ações e à logística, que fez o seu melhor para que a experiência de quem comprou seja a melhor possível.

A melhor comparação para isso é comparar a equipe de Fórmula 1 à uma empresa.

A venda representa o piloto, que fica na ponta, é o cartão de visitas. Se ele não conseguir o resultado esperado, o trabalho feito pela equipe de inovação e pesquisa, tecnologia, os engenheiros, analistas de métricas, mecânicos, tudo foi em vão.

A finalização de uma venda coroa todo esse trabalho em equipe.

Sem esse resultado, é tipo ter Willian Bonner como jornalista chefe na sua revista ou canal, mas não ter anunciantes.

A conta não fecha!

Mas não sejamos levianos.

Como falamos acima, todo o contexto de estratégias, produto, qualidade, ações etc. é fundamental para um bom resultado na venda.

E qual o empresário, acionista ou gestor financeiro que não quer saber em qual momento do ciclo de vendas sua empresa passa a ter lucro?

Especialmente porque manter ganhos e despesas em equilíbrio não é tarefa fácil.

Em épocas de crise, então, o trabalho é ainda maior para encontrar ou chegar no Break Even Point.

Não sou um especialista em treinamento de vendas, como meus amigos Marcelo Baratella ou Bruna Moreira, mas tenho algumas dicas pra você:

  1.  Monte um planejamento anual de crescimento sustentável (venda a quantidade máxima que consegue entregar)
  2. Dentro desse planejamento, separe sua previsão de venda por produtos/serviços
  3. Faça a divisão do mês em questão por dias de trabalho e por semanas
  4. Feito isso, monte um Funil de Vendas com o número de prospects que deve ter para alcançar o volume diário
  5. Organize seu tempo para bater suas metas diárias
  6. Procure uma agência que se preocupa em montar estratégias e ações focadas em resultados

Meu recado final é para NUNCA comparar sua estrutura com a apresentação do concorrente.

Você sabe quais são seus custos. É como comparer seu bastidor com o palco de alguém.

Foque em um marketing que venda solução e experiência.

Quer falar mais sobre cases, estratégias e como vender mais? Manda um recado pra nós.

charles-contorno-branco

Carlos Marcolino

Diretor Comercial
U2, Radiohead, café e vender, vender vender!

Fundador da inBOUL Design Visual que veio a se tornar a IB8 Comunicação, Charles (como é conhecido pela equipe IB8) é o responsável por fazer a máquina gerar.

Especialista em vendas e craque em gerar relacionamentos e resultados.

Instagram: @cmarcolino

Dê sua opinião ou faça sua pergunta:

Ligue: (16) 3902 3644, mande um e-mail ou chame aqui!


Ah! Pode chamar no “zap” também

Deixe um Comentário

×